Feminismo

Calendário Pirelli 2016: O ano das mulheres poderosas

A publicação anual do calendário Pirelli, criado pela empresa italiana de pneus Pirelli, movimenta o mundo da moda, cinema e música desde sua primeira edição, em 1963. Ícones como Naomi Campbell, Gisele Bündchen, Sophia Loren, Kate Moss, B.B. King, Bon Vox e outros vários famosos já posaram para fotógrafos renomados como Mario Testino e Bruce Weber.

Após 53 anos apresentando belas imagens de top models seminuas em cenários exuberantes, a edição de 2016 tem um novo critério de seleção onde mulheres são escolhidas por suas realizações e carreira profissional, e não por sua aparência. Segundo Jennifer Zimmermann, diretora mundial de estratégias da agência de publicidade responsável pelo calendário, isso é uma mudança de paradigma que acompanha uma tendência global.

“Estamos envoltos em uma tempestade perfeita de ícones culturais, hollywoodianos e políticos. Entre a primeira candidata à presidência com chances reais [a democrata Hillary Clinton, nos EUA], os personagens femininos poderosos na TV, de ‘Supergirl’ a ‘Madam Secretary’ e ‘Scandal’, a pressão para salários igualitários, é impossível ignorar o empoderamento das mulheres. Além disso, quem ainda usa calendário? É preciso que ele signifique alguma outra coisa”.

E pode ter certeza Jennifer que ele significa sim! Eu sempre acompanhei os calendários Pirelli e o único sentimento que tinha era de um produto bonito e luxuoso. Algo que você passa olho, acha legal e depois esquece, mas uma homenagem assim merece todo o reconhecimento. Ver produtos como este mudar o foco depois de mais de meio século de publicações – seja de coração ou não, nunca vamos saber – valoriza a luta das mulheres e principalmente, contribui para o fim dos estereótipos de beleza que nos limitam há tantos anos. #coisalinda

Conheça as 12 mulheres poderosas do calendário Pirelli 2016 que posaram para a fotógrafa – também poderosa – Annie Leibovitz.

pirelli-natalia-vodianova

Janeiro: Natalia Vodianova

A modelo e apresentadora russa tem origem humilde e já esteve entre as mulheres mais bem pagas por seis anos seguidos. Inspirada pela irmã, Oksana, que possui paralisia cerebral, fundou o Naked Heart Foundation, uma organização que dá apoio e suporte para famílias russas que criam crianças com necessidades especiais.

pirelli-Kathleen-Kennedy

Fevereiro: Kathleen Kennedy

Essa mulher é apenas a produtora do filme E.T e da franquia Jurassic Park! Quer mais? Já realizou mais de 60 trabalhos no cinema acumulando um total de 120 indicações ao Oscar. Só em 2013 concorreu a 12 estatuetas e 7 Globos de Ouro. Eu sou apaixonada pelo trabalho dela!

pirelli-Agnes-Gund

Março: Agnes Gund

Historiadora e mestre em História da arte pela Harvard. Ela é presidente do Museu de Arte Moderna de Nova York e filantropa. Em 2011 foi convidada pelo presidente Barack Obama para participar do Conselho Nacional de Artes dos Estados Unidos e faz parte até hoje.

pirelli-Serena-Williams

Abril: Serena Williams

Eleita a melhor tenista do mundo, pela Associação Feminina de Tênis, e campeã 21 vezes do Grand Slam, vencendo torneios como Roland-Garros e US Open. Serena também é considerada a terceira maior campeã da história do esporte.

pirelli-Fran-Lebowitz

Maio: Fran Lebowitz

Escritora respeitada e entusiasta de carros antigos, Lebowitz participou, em 2010, de um documentário produzido pela HBO que registrava seus processos criativos e reflexões sobre cultura da celebridade, hipocrisia e casamento gay. Sua última criação é o livro Progress, que fala sobre o poder que a igreja ganhou para controlar o estado.

pirelli-Mellody-Hobson

Junho: Mellody Hobson

Uma executiva poderosa do cinema e dos negócios. Ela faz parte do conselho-diretor da Dreamworks Animation, é diretora da Starbucks Corporation e presidente do grupo Ariel Investments, onde começou como estagiaria. Em 2015, esteve na lista da Times como uma das cem pessoas mais influentes do mundo.

pirelli-Ava-DuVernay

Julho: Ava DuVernay

Diretora e roteirista conhecida por contribuir para o cenário da produção de filmes independentes. Foi a primeira mulher negra a ganhar o prêmio de Melhor Diretora, no Festival de Sundance, com o filme “Middle of Nowhere” e a primeira diretora negra a ser indicada ao Globo de Ouro e Oscar com o belíssimo filme “Selma”.

pirelli-Tavi-Gevinson

Agosto: Tavi Gevinson

Com apenas 19 anos, Tavi se tornou uma referência sobre cultura pop e feminismo com o seu blog Style Rookie. Em 2012, apareceu na lista de personalidades mais influentes antes dos 30 anos da Forbes e entre as 25 jovens mais influentes do mundo da revista Times, em 2014.

pirelli-Shirin-Neshat

Setembro: Shirin Neshat

A artista iraniana hoje vive em Nova York e tem exposições rodando o mundo todo. Já participou dos festivais de Sundance e Cannes, além de fazer parte da mesa do júri do 63° Festival de Cinema de Berlin, em 2013. Algumas de suas obras foram apresentadas no Miss Dior Exhibition, no Grand Palais de Paris.

pirelli-Yoko-Ono

Outubro: Yoko Ono

Dispensando qualquer tipo de apresentação, Yoko é aos 82 anos um mito cultural. A Compositora, cantora e artista plástica consegue transmitir em suas obras vanguardismo com pitadas de provocações.

pirelli-Patti-Smith

Novembro: Patti Smith

Ela ocupa a posição 47 no ranking dos maiores artistas de todos os tempos pela revista Rolling Stone. Além do sua carreira como cantora e compositora, Smith é conhecida por seu ativismo libertário se posicionando contra a Guerra do Iraque e o governo de George W. Bush.

pirelli-Amy-Schummer

Dezembro: Amy Schummer

Conhecida por suas atuações de stand up comedy e entrevistas em talk shows, Amy fecha o calendário de 2016. Ela criou, escreveu, produziu e protagonizou sua própria série de televisão, o “Inside Amy Schummer”, que já teve seis indicações em premiações.

Muito bom,né?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *