Feminismo

#semanadasmulheres Chimamanda Adiche: Sejamos todos feministas

Chimamanda-Adiche-Sejamos-todos-feministas-1

“Não silenciem essa voz. Enfrentem o desafio.” Foi assim que Chimamanda Ngozi Adichie encerrou seu discurso na cerimônia de formatura do Wellesley College, uma faculdade liberal para mulheres em Massachusetts, Estados Unidos, incentivando todas as mulheres a nunca desistirem de sua luta.

“Eu e minha mãe discordamos sobre muitas coisas quando o assunto é gênero. Existem algumas coisas que minha mãe acredita que uma pessoa deve fazer apenas “por ser mulher”. Como ocasionalmente acenar e sorrir, mesmo que sorrir seja a última coisa que se queira fazer. Como estrategicamente deixar de argumentar apenas porque a outra pessoa com quem se está discutindo não é uma mulher. Como casar e ter filhos. Eu penso que tudo isso pode ser feito por algumas boas razões, mas “porque você é uma mulher” não é uma delas. Então, Turma de 2015, nunca aceitem o “porque você é uma mulher” como uma razão para fazerem ou deixarem de fazer alguma coisa.”

Chimamanda é uma escritora nigeriana feminista que apaixona a todos com seus romances com histórias emocionantes. Hoje, ela já é considerada uma das mais importantes escritoras africanas, principalmente por seu sucesso em atrair jovens leitores.

São quatro livros publicados – Purple Hibiscus, Half off Yellow Sun, The Thing Around Your Neck e Americanah – com traduções para mais de trinta línguas e reconhecimento em prêmios importantes como o Orange Prinze e o National Book Critics Circle Award. Americanah entrou para lista dos 10 Melhores Livros do New York Times, em 2013.

Chimamanda-Adiche-Sejamos-todos-feministas-2

Entre administrar uma faculdade na Nigéria e ministrar oficinas de escrita, Chamamanda também dá palestras, eventos e em 2009, foi convidada para participar do TED. Seu discurso falando sobre o perigo das histórias únicas já tem mais de dois milhões de visualizações e é de arrepiar.

“Histórias tem sido usadas para expropriar e tornar malígno. Mas histórias podem também ser usadas para capacitar e humanizar. Histórias podem destruir a dignidade de um povo, mas histórias também podem reparar essa dignidade perdida.”

Eu conheci sua história em 2012 quando – em outra participação no TED – inspirou a todos com o tema “Sejamos todos feministas”. Seu discurso foi adaptado para um livro e até a diva Beyonce usou trechos de sua fala na música Flawless.

“A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente.”

Com uma simpatia encantadora, ela conta sobre sua descoberta como feminista, como é ser mulher nos tempos atuais e porque o feminismo é tão essencial para libertar homens e mulheres. Sim, é isso mesmo que você leu!

Este vídeo é a versão original do TED e é possível ativar legendas em português. Então dá play e aproveite o Dia da Mulher para inspirar-se com essa mulher maravilhosa!

O livro “Sejamos todos Feministas” é vendido sobre encomenda da Saraiva por R$ 14,90.

A versão digital é GRATUITA e pode ser baixado aqui. Vale muito, muito, muito a leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *